Jovem holandês desenvolve barco movido a energia solar para limpar rios capaz de coletar 110 toneladas de lixo por dia

Jovem holandês desenvolve barco movido a energia solar para limpar rios capaz de coletar 110 toneladas de lixo por dia
Jovem holandês desenvolve barco movido a energia solar para limpar rios capaz de coletar 110 toneladas de lixo por dia

O surpreendente jovem holandês Boyan Slat desenvolveu uma embarcação capaz de limpar rios, movida a energia solar, que consegue coletar 110 toneladas de lixo por dia, trazendo todos os resíduos para à terra firme, onde poderão ser separados e reciclados. Segundo o próprio criador, o trabalho iniciará no rio Kelang, na Malásia, e nos esgotos de Cengkareng, em Jakarta, na Indonésia.

Para Slat, o ideal seria que a barca fosse replicada em larga escala, estando ativa em todos os rios mais poluídos do planeta até 2025. “Embora ainda tenhamos muito mais trabalho a fazer, sou eternamente grato pelo comprometimento e dedicação da equipe à missão e espero continuar com a próxima fase de desenvolvimento”, disse ele.

Cinco anos antes deste projeto inovador, ele já havia criado um dispositivo de limpeza eficaz que remove 80 mil toneladas de plástico do Oceano Pacífico por ano. Batizada de Ocean Cleanup (“Limpeza Oceânica”, em tradução livre), a embarcação opera como uma barreira, aproveitando as correntes oceânicas para bloquear os resíduos encontrados no mar.

Jovem holandês desenvolve barco movido a energia solar para limpar rios capaz de coletar 110 toneladas de lixo por dia

Nomeado por ele como “Interceptor”, o projeto tem o apoio de mais de 100 pesquisadores e ambientalistas e atua na costa do Haiti e da Califórnia, área de grande concentração de objetos de plástico (1 trilhão de detritos). “Permanecemos firmes na nossa determinação de resolver imensos desafios técnicos para chegar a esse ponto.”

Apesar de ser desenvolvido para passeios, o Brasil já conta com barcos movidos a energia solar. Um deles está localizado em Bonito (MS), um dos principais cenários de ecoturismo do Brasil, e segue regras rígidas de preservação da natureza. O passeio sustentável percorre um trecho de 500 metros pelo Rio Mimoso, passando por paisagens deslumbrantes com cachoeiras, mirantes e morros. E para isso, o barco é alimentado pela energia solar, sempre presente no céu sul-mato-grossense.

intitulado de Biguá, uma das aves aquáticas mais avistadas na zona rural do município, o barco fica na Estância Mimosa, distante 25,3 km em relação ao centro de Bonito. Seu modelo é o Safari 7.0 M, equipado com duas placas solares adaptadas para tocar o motor elétrico, e capacidade para 15 pessoas sentadas.

Jovem holandês desenvolve barco movido a energia solar para limpar rios capaz de coletar 110 toneladas de lixo por dia
Jovem holandês desenvolve barco movido a energia solar para limpar rios capaz de coletar 110 toneladas de lixo por dia

As vantagens são inúmeras. Além de silencioso, a embarcação é movido a energia 100% limpa. Segundo Thyago Sabino, gerente da Estância Mimosa, a aquisição do barco é uma importante inovação, especialmente em um estado que tem o turismo de natureza como carro-chefe.

“Além de conciliar modernidade, tecnologia sustentável, o Biguá vai ao encontro com o que desejamos oferecer: a experiência de integração na natureza com equipamentos modernos, seguros e confortáveis para nossos visitantes”, afirmou o gerente.