“Fora da Caridade Não Há Salvação” emociona público em SP

A peça teatral “Fora da Caridade Não Há Salvação” conseguiu emocionar o público presente na Segunda Mostra de Teatro Espírita de São Paulo. O espetáculo foi encenado pela atriz Érica Collares e o ator Rogério Fabiano, que também encenaram a peça “O encontro espiritual de Léon Dennis e Joanna de Angelis”.

“Fora da Caridade Não Há Salvação” conta a a história de um paciente com câncer terminal que é cuidado por uma enfermeira muito alto astral. Fala de amor ao próximo, cura através da espiritualidade e do autoconhecimento. Já “O encontro espiritual de Léon Dennis e Joanna de Angelis” trata-se de um espetáculo lúdico, onde Leon Dennis, o continuador da obra de Allan Kardec se encontra no plano astral com Joanna de Angelis, guia espiritual do brasileiro Divaldo Franco. Os espetáculos foram apresentados nos dias 14 e 15 de novembro na Segunda Mostra São Paulo de Teatro Espírita.

Érica Collares destaca que ainda existe muito preconceito em relação às peças espiritas, mas elas tem uma importância muito grande no teatro brasileiro e são desenvolvidas com todo profissionalismo requerido.

“Existe muito preconceito em cima de peças espíritas, por isso acho importante esse festival que participei recentemente, a Segunda mostra São Paulo de Teatro Espírita. Somos atores e produtores profissionais, nossos espetáculos são bem cuidados. Desde de o texto até na criação de execução de cenário, figurino, trilha sonora, desenho de luz, etc.”, disse a atriz.

De acordo com Érica Collares, o teatro espírita fala principalmente de amor, solidariedade e autoconhecimento. “Temas bem necessários no momento em que estamos vivendo. Para mim é sempre gratificante participar da mostra. O Teatro Fernando Torres é um dos melhores teatros particulares do Brasil. A equipe que administra é altamente competente por isso os espetáculos são profissionais. Precisamos tirar este estigma que peça espírita é ruim. Trabalhamos com excelente dramaturgia e profissionais muito bem qualificados. Acredito que essa mensagem de amor sempre toca o coração”, comentou.

A atriz ainda disse que recebeu um depoimento de uma espectadora que a encontrou no restaurante após o espetáculo, que a deixou muito emocionada. “Ela me chamou e agradeceu muito pelas mensagens passadas durante a apresentação. Disse que precisava ouvir tudo que foi dito, e agora ela já sabia onde deveria começar a se transformar. Disse que a peça serviu de autoconhecimento e que agora ela transformaria a alma. Acho importante o teatro criar essa transformação no público, acredito que essa é a missão do teatro”, finalizou Érica Collares.

Agenda

Próximas apresentações de Érica Collares, desta vez no Rio de Janeiro.

28 de novembro em Petrópolis

Allan Kardec um olhar para a Eternidade.

7 de dezembro no Teatro da FEIC

O Livro dos Espíritos

14 de dezembro em Bom Jardim

Fora Caridade Não Há Salvação em Bom Jardim