Últimas notícias

“Ser autor de novelas é padecer no paraíso”, diz Aguinaldo Silva, autor de ‘O Sétimo Guardião”


O autor Aguinaldo Silva que está prestes a emplacar mais um sucesso no horário das nove da noite na TV Globo com a nova novela “O Sétimo Guardião, falou sobre seu processo de desenvolvimento das obras e dos personagens em entrevista exclusiva ao streaming Globo Play. “Ser autor de novelas é padecer no paraíso”, disse Aguinaldo Silva ao se referir ao trabalho como autor de grandes sucessos.

O autor disse que o trabalho para escrever novelas é muito pesado. “A gente sofre muito. Não é nada fácil. Tem que escrever 45 laudas por dia, mas ao mesmo tempo é um trabalho que te exige uma dedicação total que dá uma satisfação total quando dá certo”, explicou Aguinaldo Silva.

Ele ainda revelou que quando está escrevendo novelas se torna uma pessoa chata porque só pensa na novela. “Para mim os personagens é que são as pessoas vivas. São elas que estão ao meu redor. É um processo que te deixa muito solitário”, disse ele, porque nesse período acaba não atendendo ligações telefônicas e acaba chateando as pessoas.
Apesar da sobrecarga de trabalho, Aguinaldo Silva diz que ama o que faz.  “O melhor que pode me acontecer é estar escrevendo novelas”, afirmou o autor, destacando ainda que a cidade de Serro Azul, onde se passa a história, é uma espécie de lugar de conto de fadas, onde o progresso não chegou e ninguém tem celular, mas essa tecnologia chegará ao lugar e acarretará grandes transformações na vida das pessoas.

O novelista também revelou que mantém uma rotina de trabalho, acordando às 5 horas da manhã para escrever suas novelas e trabalha até o meio dia. “Depois descanso um pouco e as duas e meia eu volto para trabalhar e trabalho até às sete”, revela Silva, explicando que isso é apenas no início, porque depois que começa o processo de escrever os capítulos não existe hora certa porque a novela não sai mais do autor.


Nenhum comentário