Greve na Tupi Rádio ao Vivo Super Rádio Super Rádio Tupi

Como será o rádio sem a Super Tupi?

Já são quase 25 dias sem programação, apenas tocando músicas. Embora a seleção seja cuidadosa e boa de ouvir, não é a mesma coisa que escutar Fernando Sérgio com sua palavra de conforto nas madrugadas do rádio, o Haroldinho de Andrade com sua comunicação gostosa, a Patrulha, o Apolinho e o impecável Giro Esportivo, entre outros.
Desde que os funcionários entraram em greve por tempo indeterminado, em 30 de dezembro de 2016, surgiram muitas especulações, mas algumas com grande fndamento. Como é o caso do empresário paulista Paulo Abreu, que estaria em negociação com os Diários Associados para comandar a Super Rádio Tupi por no mínimo 5 anos e com direito a retransmitir parte da programação da Super Rádio de São Paulo, que está iniciando projeto de rede e quer Paulo Barboza nos 1280 do AM carioca.
Outra possibilidade seria a demissão de alguns comunicadores e parte da equipe técnica para conter gastos, isso após acertar os salários atrasados que já passam de 5 meses. Nesse caso, a programação seria parte musical e parte como é hoje com alguns comunicadores. Resta saber: quem fica?
Outra possibilidade e a mais temida, não só pelos funcionários, mas também pelos ouvintes, é a possibilidade da frequência ser arrendada para uma grande denominação religiosa que transformaria a Super Rádio Tupi em uma emissora evangélica.

Essa semana a situação deverá ter novos desdobramentos e todos na torcida para que ela volte, porque é difícil imaginar como será o rádio sem a Super Tupi.
Gente Famosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *